Wall Street se prepara para abrir em um novo recorde nesta segunda-feira | Dados da Bolsa

Wall Street se prepara para abrir em um novo recorde nesta segunda-feira

Wall Street a débuté sur une note baissière mercredi, tout au moins pour le Dow Jones, après une nouvelle série de résultats mitigés, dans un climat d'inquiétude face aux violences en Ukraine et dans la bande de Gaza. L'indice Dow Jones perd 0,19%, le Standard & Poor's 500, plus large, gagne 0,06% et le Nasdaq Composite 0,2%.,/Photo d'archives/REUTERS/Lucas Jackson

ÁSIA: Os mercados da Ásia fecharam sem direção nesta segunda-feira após o lançamento melhor do que o esperado do PIB do segundo trimestre da China.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,31%, enquanto no continente, os mercados negociaram em território negativo mesmo após divulgação de dados otimistas da China. O PIB do segundo trimestre da China cresceu 6,9% ao ano, melhor do que a previsão de 6,8% dos analistas da Reuters. O governo chinês espera um crescimento anual de 6,5% do PIB neste ano. A notícia chega num momento em que os investidores tentam detectar sinais de desaceleração em meio a preocupações com altos níveis de endividamento da segunda maior economia do mundo.

Ainda na China, a produção industrial expandiu a um ritmo mais rápido em junho, uma indicação da firmeza contínua da segunda maior economia do mundo. A produção industrial de valor agregado, um indicador aproximado do crescimento econômico, aumentou 7,6% em junho em relação ao ano anterior, em comparação com um aumento de 6,5% de maio, atingindo uma previsão de crescimento de 6,5% de 14 economistas consultados ​​pelo The Wall Street Journal. Em relação ao mês anterior, a produção industrial aumentou 0,81% em junho, ante aumento de 0,51% no mês anterior. O investimento em ativos fixos “não-naturais” da China cresceu 8,6% nos primeiros seis meses de 2017 em relação ao ano anterior, combinando um aumento de 8,6% em relação ao período de janeiro a maio. O aumento do investimento em ativos fixos, um indicador de atividade de construção, superou a previsão dos economistas para um ganho de 8,4%. As vendas no varejo cresceram 11,0% em junho em relação ao ano anterior, maior do que o aumento de 10,7% de maio. A leitura foi melhor do que uma previsão para um aumento de 10,7% em junho. Em relação ao mês anterior, as vendas no varejo aumentaram 0,93% em junho. Em maio, eles cresceram 0,86%.

Mesmo assim, o Shanghai Composite caiu 1,42% em um dia de realização de lucros, após notícias do fim de semana de que o presidente Xi Jinping quer criar um novo comitê a nível de gabinete para coordenar a supervisão financeira, provocando preocupações entre os investidores.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 fechou em baixa de 0,17%, em 5.755,5 pontos, pesada por uma queda de 1,9% na telecom Telstra, a maior queda da em três meses. O cobre manteve uma alta de duas semanas, apoiado por um dólar americano mais fraco e uma economia chinesa otimista no segundo trimestre, que aumentou as perspectivas por demanda de metais. A Alumina apresentou uma performance sólida na segunda-feira, subindo 2% para US $ 2,03 depois que a Macquarie fez uma avaliação “bullish” para o papel alegando que espera aumento de preços para alumínio e alumina, alegando que a mineradora está bem posicionada para lucrar mesmo com cortes da capacidade da demanda por alumínio pela China, que deverão chegar a cerca de 3 milhões de toneladas por ano e mesmo que o mercado apertar mais do que o esperado, o efeito sobre os ganhos da Alumina será melhor do que das concorrentes South32 e Rio Tinto (LON:RIO). Os analistas mantiveram uma classificação de “outperformance” para o papel com um preço Alvo de US $ 2,10. Cinco analistas classificam como “comprar”, dois “hold” e cinco “vender”, com um preço médio de $ 1,82. Entre outras mineradoras, BHP Billiton subiu 0,6%, Fortescue avançou 2,3% e Rio Tinto adicionou 1%.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,43% para fechar em 2.425,10 pontos, enquanto os mercados do Japão permaneceram fechados para o Marine Day.

No mercado cambial, o dólar subiu depois de ser estrangulado por dados da inflação americana mais fracos do que o esperado na última sexta-feira. O índice do dólar, que mede o dólar em relação a uma cesta de moedas, chegou a ser negociado em 95,243. Contra o iene, o dólar se firmou a 112,54 depois de recuar na última sexta-feira. O dólar havia sido negociado a 113 durante a maior parte da semana passada. O dólar australiano avançou para US $ 0,7808 depois de cinco sessões consecutivas de alta na semana passada.

Os preços do petróleo foram negociados em moderada alta durante o horário asiático após avançar 1% na última sessão graças ao crescimento chinês, que é um indicador de demanda futura de commodities e pela desaceleração na produção americana.

As exportações excluindo petróleo de junho de Cingapura cresceram 8,2% no ano, em comparação com uma previsão da Reuters de 4,1%. O crescimento das exportações foi atribuído a maiores vendas de eletrônicos.

EUROPA: As bolsas na Europa diminuem a baixa da abertura desta segunda-feira, com ações de mineração mantendo o ritmo ascendente depois que o crescimento trimestral da China superou as expectativas de mercado, enquanto investidores monitoram a segunda rodada de negociações formais do Brexit em Bruxelas. O Stoxx Europe 600 sobe 0,09% a medida em que os principais índices europeus começaram a reverter a queda. Na semana passada, o Stoxx 600 subiu 1,8%, o maior ganho desde o início de maio.

O grupo de telecomunicações apresenta o melhor desempenho no Stoxx 600, com a Telenor subindo 7,6% depois que a empresa de telecomunicações da Noruega lançou um novo programa de recompra de ações.

O índice DAX da Alemanha opera em queda. As ações do Commerzbank recuam 0,5%. Enquanto isso, o índice CAC 40 da França avança ligeiramente, mesmo com um “downgrade” de comprar para manter do credor Kepler (SA:KEPL3) Cheuvreux.

No Reino Unido, o FTSE 100 avança com ações de mineração subindo após a China registrar crescimento econômico melhor do que o esperado. Uma alta nesta segunda-feira será a primeira do índice em quatro sessões. Na semana passada, o benchmark terminou em alta de 0,4%.

As ações de mineração, que representam 88% do subíndice de materiais básicos e contribui com uma ponderação de 8% no FTSE 100, são sensíveis aos dados da China pois o país é um importante consumidor de metais preciosos e industriais, lideram os ganhos em Londres. A produtora de metais preciosos Fresnillo (LON:FRES) sobe 1,89%, Glencore (LON:GLEN) avança 1,93%, Anglo American (LON:AAL) adiciona 2,01% e Rio Tinto avança 0,90%. Além disso, BHP Billiton sobe 0,73% e a produtora de ouro Randgold Resources (LON:RRS) avança 0,95%.

O secretário britânico do Brexit, David Davis, voltou a Bruxelas para retomar as negociações com membros da União Europeia para discutir a saída da Grã-Bretanha do bloco.

EUA: As ações americanas devem aumentar as altas recordes nesta segunda-feira, com os futuros avançando em uma semana repleta de relatórios trimestrais. Cerca de 68 empresas do S & P 500 informarão seus números nesta semana, incluindo o Bank of America, Goldman Sachs e Microsoft.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
9h30 – NY Empire State Manufacturing Index (mede a atividade manufatureira no estado de Nova York);

ÍNDICES FUTUROS – 8h00:
Dow: +0,11%
SP500: +0,10%
NASDAQ: +0,21%

Be the first to comment on "Wall Street se prepara para abrir em um novo recorde nesta segunda-feira"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*