Dólar tem dificuldades próximo de mínima de 13 meses | Dados da Bolsa

Dólar tem dificuldades próximo de mínima de 13 meses

Notas de dólar em fotografia ilustrativa. 02/08/2013 REUTERS/Kim Hong-Ji/Illustration

Investing.com – O dólar norte-americano era negociado próximo à mínima de 13 meses frente a uma cesta de moedas desta segunda-feira, pressionado por preocupações dos investidores com o aprofundamento das incertezas políticas dos EUA e dúvidas quanto à possibilidade do Federal Reserve aumentar as taxas de juros mais uma vez este ano.

índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, se fixava em 93,17 às 11h20 (horário de Brasília) após ter encerrado a sessão de sexta-feira em queda de cerca de 0,6%.

O índice caiu em torno de 2,2% até o momento este mês e já caiu 9% desde o início de 2017.

O dólar permanecia na defensiva após dados na sexta-feira mostrarem que embora o crescimento econômico dos EUA tenha acelerado no segundo trimestre, o crescimento dos salários e a inflação permaneceram lentos.

A perspectiva de inflação lenta tem levantado dúvidas se o Fed conseguirá manter os planos de um terceiro aumento este ano.

O dólar se sustentava com o endurecimento gradual da política monetária do Fed desde o final de 2015, mas as possibilidades de que outros importantes bancos centrais possam se unir ao endurecimento da política monetária contribuíram para a recente fraqueza da moeda dos EUA.

As expectativas reduzidas de reforma tributária e estímulo fiscal sob a administração Trump também pesavam sobre o dólar.

Esperanças de que a administração Trump consiga impor sua agenda econômica sofreram outro revés na sexta-feira após o Senado dos EUA não conseguir desmantelar o Obamacare.

Em declaração nesta segunda-feira, Stanely Fischer, vice-presidente do Fed, afirmou que empresas norte-americanas provavelmente vão frear os investimentos em seus negócios devido à perspectiva incerta sobre políticas do governo.

O dólar apresentava pouca reação aos dados que mostraram que as vendas pendentes de imóveis se recuperaram em junho após três meses de quedas.

O dólar estava mais fraco frente ao iene, com o par USD/JPY cotado a 110,47, não muito distante de 110,31, mínima de um mês atingida durante a noite.

O euro estava permanecia estável, com o par EUR/USD cotado a 1,1752, não muito distante de 1,1777, seu nível mais forte desde janeiro de 2015, estabelecido na quinta-feira.

Na zona do euro, dados na segunda-feira mostraram que a inflação geral subiu de acordo com as projeções em julho, mas a inflação de base subiu ao nível mais alto em quatro anos, o que dá ao Banco Central Europeu mais margem para começar a reduzir seu programa de estímulo no outono.

Outro relatório mostro que a taxa de desemprego na zona do euro recuou para 9,1% em junho a partir de 9,2% em maio, o menor nível desde fevereiro de 2009.

A libra estava quase inalterada, com o par GBP/USD cotado a 1,3136, ainda próximo de 1,3158, máxima de 10 meses estabelecida na quinta-feira.

O dólar canadense estava mais fraco, com o par USD/CAD avançando 0,47% para 1,2490. A moeda do Canadá se fortaleceu na sexta-feira após dados sobre o crescimento econômico mais fortes do que o esperado sustentarem expectativas de outro aumento dos juros por parte do Banco do Canadá nos próximos meses.

Link Original: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-do-mercado/moedas–dolar-tem-dificuldades-proximo-de-minima-de-13-meses-504125

Be the first to comment on "Dólar tem dificuldades próximo de mínima de 13 meses"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*