Fechamento: Bovespa sobe 1% e retoma nível pré-crise política com expectativa de vitória de Temer na Câmara | Dados da Bolsa

Fechamento: Bovespa sobe 1% e retoma nível pré-crise política com expectativa de vitória de Temer na Câmara

(Por Flavia Bohone)

SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice da bolsa paulista fechou em alta nesta quarta-feira e recuperou o patamar de 67 mil pontos, diante da sinalização de que a Câmara dos Deputados deve votar contra a admissibilidade de denúncia contra o presidente Michel Temer.

Com base em dados preliminares, o Ibovespa fechou em alta de 1,04 por cento, a 67.209 pontos. O giro financeiro era de 8,6 bilhões de reais.

(Por Infomoney)

O ritmo acelerado em que o governo conquistou o quórum necessário para encerrar as discussões sobre a denúncia do presidente Michel Temer animou os investidores no começo da tarde desta quarta-feira (2), indicando com mais força que ele deve conseguir se livrar desta primeira denúncia.

O benchmark da bolsa brasileira fechou com alta de 0,93%, aos 67.135 pontos – e volume financeiro de R$ 9,651 bilhões -, com o mercado de olho na sessão que pode selar o futuro do governo na Câmara dos Deputados. Neste pleito, o governo só precisa evitar que a oposição consiga 2/3 de votos entre os deputados, o que tem sido avaliado como algo garantido no momento.

Por outro lado, o mercado observa com atenção o placar construído, uma vez que ele poderá indicar a força do governo na casa legislativa para sua continuidade e condução da agenda de reformas, além do enfrentamento de eventual nova denúncia a ser apresentada pelo procurador-geral Rodrigo Janot.

Os contratos de juros futuros com vencimento em janeiro de 2018 recuaram 3 pontos base, a 8,20%, ao passo que os DIs com vencimento em janeiro de 2021 caíram 10 pontos base, a 9,22%. Já os contratos de dólar futuro com vencimento em setembro deste ano recuaram 0,24%, sinalizando cotação de R$ 3,137, enquanto o dólar comercial caiu 0,20%, para R$ 3,1197 na venda. Além dos movimentos da política doméstica, a moeda americana responde à aprovação das sanções à Rússia pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Hoje mercados em alta na Ásia (exceto a bolsa de Xangai, em leve queda nas principais bolsas (/assuntos/bolsas) europeias e em alta nos futuros americanos, retratando a divulgação do resultado trimestral da Apple ,
cujas ações subiram 6,3% no after hours. No Brasil, a expectativa de alta decorre da aproximação do patamar pouco acima de 67.000 pontos, mas o dia é bem complicado do lado político”, observou Alvaro Bandeira, economista-chefe do home broker Modalmais.

Destaques da Bolsa…

Do lado acionário, os papéis da Vale (VALE3 (/VALE3); VALE5 (/VALE5)) ficaram próximos da estabilidade, pressionados pelo dia negativo do minério de ferro, que deu uma trégua após disparada de 7% na última segunda-feira, com o PMI da indústria chinesa apresentar o melhor desempenho desde abril do ano passado. Acompanham o movimento as ações da Bradespar (BRAP4 (/BRAP4)) — holding que detém participação na Vale — e as
siderúrgicas.

No radar, o Conselho de Administração da Gerdau (GGBR4 (/GGBR4)) aprovou a mudança em remuneração de debêntures emitidas pela companhia para 80% da CDI Andima Extra- Grupo, segundo comunicado à CVM. A medida atinge Terceira, Sétima, Oitava, Nona e Décima Primeira. A emissão de Debêntures e mudança vale a partir de 1 de setembro de 2017.

A Justiça Federal mandou prender o principal aliado de Abilio Diniz dentro da BRF (BRFS3 (/BRFS3), aumentando a pressão sobre a posição do empresário como presidente do conselho de administração da companhia. O vice-presidente de Integridade da BRF, José Roberto Pernomian Rodrigues, terá de cumprir a
pena de 5 anos e 2 meses de prisão em regime semiaberto, segundo decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo.

O desembargador Nino Toldo manteve a condenação em duas instâncias, mas aceitou mudar o regime inicial de cumprimento de pena de fechado para semiaberto. O executivo pode recorrer, mas terá de dar expediente e dormir na cadeia. A Folha informa que o caso não tem a ver com a BRF. Pernomian, ou JR, como é chamado, foi condenado por fraude na importação de computadores em 2007 e chegou a ser preso.

Ainda de acordo com o jornal, um grupo de acionistas da BRF prepara uma queixa de gestão temerária à CVM e à SEC, nos EUA. Eles devem pedir o afastamento de JR e também questionam a gestão da companhia, que de 2016 até março de 2017, perdeu R$ 658 milhões. A administração culpa a recessão e os efeitos da Operação Carne Fraca, da PF, que investiga desde março suspeitas de irregularidades e corrupção de fiscais. Já a BRF informou que o pedido de prisão de José Roberto não impede a atuação dele na companhia.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a prisão do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras (PETR3 (/PETR3); PETR4 (/PETR4)), Aldemir Bendine, aumentou o incômodo do Conselho de Administração da BRF com as investigações envolvendo membros indicados pela Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras.

As ações da Cielo (CIEL3 (/CIEL3)) afundaram após balanço fraco no 2° trimestre, com queda nas principais linhas da companhia: receitas, Ebitda e lucro líquido. A companhia registrou lucro líquido de R$ 994,3 milhões no período, uma alta 0,5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando ficou em R$ 989,2 milhões. Já o lucro ajustado, que considera o resultado da Cateno, ficou em R$ 1,062 bilhão de abril a junho.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) ficou em R$ 1,280 bilhão, queda de 5,1% em relação ao mesmo período do ano passado. A margem Ebitda, por sua vez, 􀁹cou em 45,2% ao 􀁹nal de junho, aumento de 1,2 ponto porcentual em um ano. A receita operacional líquida caiu 7,8% no período, 􀁹cando em R$ 2,831 bilhões.

Be the first to comment on "Fechamento: Bovespa sobe 1% e retoma nível pré-crise política com expectativa de vitória de Temer na Câmara"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*