Ibovespa fecha em alta com otimismo por privatizações e avanço de TLP | Dados da Bolsa

Ibovespa fecha em alta com otimismo por privatizações e avanço de TLP

Logo da BM&FBovespa exibido em telões dentro da bolsa de São Paulo. 07/10/2013 REUTERS/Nacho Doce

SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice da bolsa paulista subiu nesta quarta-feira, amparado no otimismo após o anúncio de novas privatizações e também no avanço da Taxa de Longo Prazo (TLP) no Congresso Nacional, mantendo o rali da véspera, quando voltou a operar acima dos 70 mil pontos.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa fechou em alta de 0,65 por cento, a 70.463 pontos. O giro financeiro somava 7,688 bilhões de reais.

Destaques entre as ações..

Eletrobras (ELET3 (/ELET3), R$ 18,86, -11,04%; ELET6 (/ELET6), R$ 21,40, -9,13%) Após subirem 50% ontem com a proposta de desestatização, as ações da Eletrobras passaram por correção nesta quarta-feira.

No radar, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg, a definição da modelagem para a privatização da Eletrobras já está avançada e governo deve optar pela chamada “descotização” das usinas. Sob um processo de descotização, para a Eletrobras manter a concessão das usinas, a empresa poderia fazer uma emissão de ações com o objetivo de captar recursos para pagar o direito à União.

A oferta de ações seria primária, para diluir a fatia do governo para abaixo de 50%. Caso a oferta primária não seja suficiente para a diluição, ocorreria também uma oferta secundária. A decisão da Eletrobras pela descotização, a ser incluída na reforma do setor elétrico, depende da aprovação do Congresso, segundo a fonte.

Petrobras (PETR3 (/PETR3), R$ 14,32, +0,07%;PETR4, R$ 13,76, -0,22%) As ações da Petrobras voltaram a subir após dados de estoques de petróleo dos Estados Unidos. Os contratos do Brent, negociados em Londres, subiram 1,33%, a US$ 52,56 o barril, enquanto os contratos do WTI, cotados em Nova York, registraram alta de 1,15%, a US$ 48,38 o barril.

Segundo o Departamento de Energia, os estques de petróleo dos EUA caíram em 3,3 milhões de barris na semana encerrada em 18 de agosto, para 463,2 milhões de barris. A expectativa era queda de 3,4 milhões no período. Enquanto isso, os estoques de gasolina recuaram em 1,2 milhões de barris. Ontem, o American Petroleum Institute reportou crescimento de 1,4 milhões de barris de gasolina na semana, contra média das expectativas compiladas pela Reuters de queda de 643 mil barris.

Vale (VALE3 (/VALE3), R$ 32,54, +2,13%; VALE5 (/VALE5), R$ 30,10, +1,59%) As ações da Vale e Bradespar (BRAP4 (/BRAP4), R$ 24,72, +1,98%) – holding que detém participação na mineradora – subiram, apesar da forte queda do minério de ferro nesta quarta-feira. Os contratos futuros da commodity negociados na bolsa chinesa de Dalian caíram 3,82%, a 579 iuanes, enquanto o minério cotado no porto de Qindao, na China, afundou 5,1% no overnight, voltando para os US$ 75,30 a tonelada.

O movimento ocorre após canais oficiais apontarem que a Suprema Procuradoria do Povo (SPP, na sigla em inglês) da China pediu investigações sobre atividades criminosas nos mercados financeiros – especialmente envolvendo futuros -, desencadeando uma forte correção nos futuros ferrosos, que também pressionou os preços spot da commodity.

Cemig (CMIG4 (/CMIG4), R$ 8,68, +0,81%) As ações da Cemig amenizaram os ganhos após chegarem a subir 4,88% na máxima do dia. A empresa segue na esteira da proposta de privatização da Eletrobras e em meio às notícias de que a empresa segue tentando manter suas usinas.

Segundo informações do jornal O Globo, na tentativa de levantar recursos para renovar os contratos de três usinas hidrelétricas que o governo federal quer leiloar, a diretoria da Cemig se reuniu ontem com representantes do BNDES em busca de um empréstimo de R$ 6,2 bilhões. Segundo interlocutores que participaram da reunião ouvidos pelo jornal, o BNDES estaria disposto a buscar uma solução para financiar a empresa diretamente ou via BNDESPar.

CSN (CSNA3 (/CSNA3), R$ 8,26, +2,35%) A agência de classi􀁹cação de risco Standard & Poor’s (S&P) rebaixou hoje o rating em escala global da Companhia Siderurgica Nacional (CSN) de CCC+ para CCC. O rating em escala nacional também foi rebaixado de brB para brCCC. Os ratings ainda foram colocados na observação com implicações negativas.

Gerdau (GGBR4 (/GGBR4), R$ 11,64, +2,46%) A holding Metalúrgica Gerdau (GOAU4 (/GOAU4), R$ 5,79, +7,42%) adquiriu 80,35% das ações ordinárias da Gerdau, no âmbito de uma oferta pública por meio da permuta por ações preferenciais da siderúrgica. No leilão, a Metalúrgica Gerdau comprou 70.714.542 ações ordinárias da Gerdau, que foram trocadas na proporção de uma para uma por ações preferenciais da mesma companhia.

BTG Pactual (BBTG12 (/BBTG12), R$ 0,51, +2,00%) O BTG Pactual (/assuntos/btg-pactual) fechou acordo com a Evli Fund Management para fornecer as ofertas da empresa nórdica a clientes institucionais em toda a América Latina.

O BTG venderá os produtos no Brasil, no Chile, no Peru, na Colômbia, no México e no Uruguai, de acordo com Ignacio Pedrosa, chefe de distribuição a terceiros no BTG. As principais estratégias e conhecimentos da Evli estão em títulos corporativos europeus, ações globais e nórdicas e fundos de fronteira e fatores. “Eles só gerenciam estratégias em classes de ativos onde eles acreditam que podem vencer o benchmark”, disse Pedrosa em uma entrevista na terça-feira. O acordo com a Evli, que supervisiona US$ 13,6 bilhões, segue um negócio com BTG anunciado em 19 de julho com a Gávea Investimentos, fundada pelo ex-presidente do BC Arminio Fraga, para oferecer seus investimentos a clientes institucionais na América Latina. O banco fechou acordo semelhante com a Reliance Asset Management Singapore em 5 de julho.

Fontes: Infomoney e Investing.com

 

 

 

 

 

 

 

(Por Flavia Bohone)

Be the first to comment on "Ibovespa fecha em alta com otimismo por privatizações e avanço de TLP"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*