Bitcoin avança 5% e afasta medo de consolidação após restrição chinesa | Dados da Bolsa

Bitcoin avança 5% e afasta medo de consolidação após restrição chinesa

Investing.com – O bitcoin se valorizou nesta quarta-feira e afastou receios de uma forte correção após a decisão da China de declarar ilegais as captações de recursos com a emissão de moedas digitais (ICO, na sigla em inglês).

Na exchange norte-americana Bitfinex, o bitcoin avançou quase 5% para US$ 4.586, e indica que poderá ter força para alcançar seu recorde histórico de US$ 4.911,80 estabelecido na semana passada. Com a cotação de hoje, a capitalização da blockchain soma US$ 76,17 bilhões.

No Brasil, a criptomoeda é negociada a R$ 16.730, segundo índice calculado pelo bitValor, que contabiliza 1.373 bitcoins negociados nas últimas 24h a um preço médio de R$ 16.787. Na FoxBit, a moeda é vendida a R$ 16.700, enquanto no Mercado Bitcoin, a divisa digital sai a R$ 16.878.

O bitcoin se recuperou das perdas de segunda-feira, após os investidores ativarem vendas na sequência de decisão do Banco Popular da China de banir as capitalizações por emissões de moedas digitais.

Preocupada com o crédito fora do sistema bancário, a China informou que punirá novos ICOs e determinou que as pessoas ou empresas que utilizaram esse método de financiamento devem devolver os recursos para evitar penas.

O ICO é um modelo de captação de recursos para desenvolver projetos com a emissão de novas moedas digitais, que se valorizam com o sucesso da empresa.

O ethereum poderá ser a moeda que mais sofrerá com a medida chinesa, pois a maioria dos ICOs preveem a utilização do ether como meio de pagamento.

criptomoeda avançou 6,5% para US$ 336,68, enquanto o bitcoin cash subiu 19% para US$ 650.

O criptoespaço soma capitalização de US$ 163 bilhões.

Link original:https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-do-mercado/bitcoin-avanca-5-e-afasta-medo-de-consolidacao-apos-restricao-chinesa-510689

Be the first to comment on "Bitcoin avança 5% e afasta medo de consolidação após restrição chinesa"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*