Abertura: Bolsa indica abertura em alta e pode testar máxima histórica | Dados da Bolsa

Abertura: Bolsa indica abertura em alta e pode testar máxima histórica

Investing.com – A bolsa indica abertura em forte alta e poderá novamente testar sua máxima histórica no pregão dessa segunda-feira em um dia positivo no mercado internacional, após o mau humor externo ter atrapalhado o pregão de sexta-feira.

Ibovespa Futuros opera com ganhos de 0,9% aos 74.310 pontos, mostrando força do Ibovespa que fechou a semana passada aos 73.078 pontos, depois de alcançar no intraday os 73.646 pontos.

O mercado internacional avança com o arrefecimento das tensões com a Coreia do Norte e o enfraquecimento do furacão Irma, que passou nesta manhã a se classificado como Tempestade Tropical, depois de passar sobre o Caribe como um furacão de categoria 5, a mais forte.

Os futuros do Dow e do S&P 500 avançam 0,5% no pré-market, enquanto os do Nasdaqvaloriza 0,7%. Na Europa, o DAX e o CAC 40 ganham 1%, seguidos pelo FTSE 100 com alta de 0,2%.

O clima do mercado financeiro no país melhorou com a revisão do acordo de delação premiada de Joesley Batista e Ricardo Saud, presos neste final de semana, executivos da J&F, que foram flagrados em gravação própria discutindo formas de manipular o acordo com a PGR antes de sua proposição.

A decisão do ministro do STF, Edson Fachin, de suspender o acordo de delação e aceitar o pedido de prisão feito por Rodrigo Janot enfraquece uma possível segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, que poderá ser feita nesta semana.

Janot foi flagrado em um bar com o advogado de Joesley logo após o pedido de prisão, em foto publicada pelo O Antagonista, o que enfraqueceu ainda mais sua imagem na última semana no cargo, o que, no fim, fortalece Temer, que comprou uma disputa pública contra o procurador.

O caminho político mais livre, queda de inflação e juros e bons dados de recuperação da economia abriram espaço para o governo voltar a trabalhar pela aprovação da reforma da Previdência. Henrique Meirelles disse na sexta-feira que trabalha para votar o projeto em outubro, mesma previsão do presidente da Câmara Rodrigo Maia, que disse que é preciso manter o texto em discussão.

Hoje, o boletim Focus refletiu os bons dados recentes de inflação e da economia e passou a apontar Selic na mínima histórica recente de 7% no final do ano, contra 7,25% no levantamento anterior, enquanto a previsão de PIB subiu para 0,6%, de 0,5% neste ano, e para 2,1% de 2% em 2018.

Commodities

petróleo avança 0,5% em Nova York após a passagem mais fraca do Irma do que o esperado e é negociado a US$ 47,70 o barril, enquanto o Brent, em Londres, cede 0,3% para US$ 53,60 o barril, diminuindo o gap entre as duas referências. A chegada do furacão Harvey há duas semanas e a paralisação de refinarias norte-americanas pesou sobre o WTI e fez a diferença para o Brent disparar.

O minério de ferro perdeu 2,2% na bolsa de futuros de Dalian e fechou o dia negociado a 534 iuanes a tonelada. Em Qindao, a cotação para venda spot subiu 0,2% para US$ 74,49 a tonelada.

link original:https://br.investing.com/news/mercado-de-a%C3%A7%C3%B5es-e-financeiro/bolsa-indica-abertura-em-alta-e-pode-testar-maxima-historica-511179

Be the first to comment on "Abertura: Bolsa indica abertura em alta e pode testar máxima histórica"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*