Ibovespa Futuros sinaliza correção com mercado de olho em leilões e Trump | Dados da Bolsa

Ibovespa Futuros sinaliza correção com mercado de olho em leilões e Trump

Logo da BM&FBovespa exibido em telões dentro da bolsa de São Paulo. 07/10/2013 REUTERS/Nacho Doce

Investing.com – O mercado inicia o dia dividido entre as expectativas pelo anúncio do plano de reforma tributária de Trump nos EUA, os leilões de petróleo e de hidrelétricas e as notícias pesadas da política.

Ibovespa Futuros opera com leve perdas de 0,1% aos 74.800 pontos e sinaliza que a correção pode ainda não ter sido concluída. Ontem, o índice perdeu força na última hora do pregão e encerrou o dia a 75.318 pontos, depois de falhar romper os 75.000.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deverá anunciar hoje no final da tarde um programa para cortar fortemente os impostos sobre empresas e pessoas. O desgaste político vivido pelo presidente desde sua posse em janeiro mostra, contudo, que a aprovação da medida no Congresso pode não ser tão fácil como previsto durante a campanha.

Até o momento, Trump não conseguiu aprovar nenhuma grande mudança legislativa, incluindo a alteração do sistema de saúde, chamado de Obamacare, que contava com apoio do seu partido, dominante na casa. A imprensa adianta que o plano tributário não conterá formas de reduzir gastos ou compensar receitas e indica que a dívida pública do país deverá crescer com o corte de impostos, o que dificultará sua aprovação no Congresso.

No Brasil, dois leilões poderão marcar o apetite dos investidores e dar discursos otimistas para o governo. A Aneel promove na B3 (SA:BVMF3) o leilão de quatro usinas hidrelétricas que pertenciam à Cemig (SA:CMIG4), com a expectativa de arrecadação de R$ 11 bilhões ao caixa do governo federal. A aposta é de um certame competitivo.

Já na área de petróleo, a ANP realiza leilão de blocos de petróleo com expectativa de arrecadação entre R$ 500 milhões e R$ 1 bilhão, com a negociação de 30% dos 287 ativos ofertados. O grande teste do setor, contudo, ocorre daqui a um mês, com dois leilões do pré-sal.

Em Brasília, a Câmara deverá votar hoje o novo texto do Refis após mais uma rodada de negociações entre deputados, que tentavam aumentar os benefícios aos empresários, e governo, que busca aumentar a arrecadação com o programa de refinanciamento de dívidas. A Folha de S.Paulo aponta que a arrecadação prevista caiu pela metade; Após o acordo sobre o projeto ter quase sido fechado na semana passada, as discussões foram reabertas com o enfraquecimento do governo com a chegada da denúncia contra Temer.

Ontem, a vitória apertada do governo na MP que garantiu foro privilegiado ao secretário Moreira Franco sinalizou que a vida de Temer na Câmara poderá ser mais difícil do que se previa.

Foram apenas 203 votos a favor e 198 contra em uma MP considerada mais simples, mas que sinaliza que os parlamentares deverão jogar duro para garantir a esperada reprovação da denúncia, assim como afunda as expectativas de aprovação de alguma medida mais polêmica, como a própria reforma da Previdência.

O STJ deverá retomar hoje à tarde o julgamento sobre o ressarcimento com perdas na poupança com o Plano Verão. A análise do caso poderá mexer com as ações dos bancos, que possuem o maior peso sobre o Ibovespa.

Commodities

O petróleo opera estável aos US$ 51,90 em Nova York, enquanto o Brent registra leve peda de 0,2%, em Londres, a US$ 57,81 o barril. A commodity segue próximo à patamares máximos de diversos meses.

minério de ferro reverteu a tendência dos últimos dias e fechou em alta de 1,1%, a 473 iuanes a tonelada, nos contratos futuros negociados em Dalian. Em Qingdao, a commodity para entrega spot cedeu 1,2% a US$ 64,15 a tonelada.

Mundo corporativo

A Fibria (SA:FIBR3) concluiu a captação de R$ 941,286 milhões por meio da distribuição pública de certificados de recebíveis do agronegócio lastreados em notas de crédito à exportação.

A Embraer (SA:EMBR3) celebrou a decisão do Departamento de Comércio dos Estados Unidos na terça-feira de impor tarifas compensatórias preliminares antisubsídios de 220% nos jatos CSeries produzidos pela Bombardier (TO:BBDb).

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Camil foi precificada a R$ 9 por ação, movimentando um total de R$ 1,32 bilhão, segundo dados do site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A trading brasileira de soja Seara Indústria ofereceu seus ativos de logística a credores, incluindo a trading norte-americana Bunge e a cooperativa agrícola CHS, em uma aposta para resolver seu processo de recuperação judicial que está ameaçado por alegações de fraude.

link original:https://br.investing.com/news/mercado-de-a%C3%A7%C3%B5es-e-financeiro/ibovespa-futuros-sinaliza-correcao-com-mercado-de-olho-em-leiloes-e-trump-514154

Be the first to comment on "Ibovespa Futuros sinaliza correção com mercado de olho em leilões e Trump"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*