Dólar segue exterior, passa por correção e cai a R$3,18 | Dados da Bolsa

Dólar segue exterior, passa por correção e cai a R$3,18

Notas de dólar em fotografia ilustrativa. 02/08/2013 REUTERS/Kim Hong-Ji/Illustration

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) – Depois de subir 2 por cento em três sessões e encostar em 3,20 reais na véspera, o dólar terminou a quinta-feira em queda ante o real, acompanhando de perto o comportamento da moeda no exterior.

O dólar recuou 0,32 por cento, a 3,1828 reais na venda. Na máxima, ainda pela manhã, foi a 3,2007 reais e, na mínima, cedeu a 3,1778 reais. O dólar futuro tinha variação negativa de 0,30 por cento.

“Quando a moeda chega em 3,20 reais, acabam entrando vendedores. Junte esse fato ao recuo do dólar no exterior, a moeda aqui acabou acompanhando”, explicou o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo, para quem a moeda deve continuar oscilando entre 3,10 reais e 3,20 reais.

No exterior, o dólar cedia ante uma cesta de moedas após atingir a máxima de um mês mais cedo. Também registrava queda contra divisas emergentes como os pesos chileno, mexicano e o rand sul-africano.

O plano tributário de Donald Trump, anunciado na véspera, e a retórica mais “hawkish” do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, elevaram a probabilidade de uma alta de juros no país em dezembro para 70 por cento, ante menos de um terço há um mês.

Mais cedo, o dólar chegou a subir, com os investidores de olho na cena política doméstica, mais precisamente nas negociações para barrar na Câmara a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, notificado na última quarta-feira.

O Palácio do Planalto concentra seus esforços na derrubada dessa denúncia, negociando apenas questões que já estão em pauta, o que tende a levantar preocupações em torno do avanço da reforma da Previdência.

Na véspera, um dos assuntos delicados ao mercado, o programa de parcelamento de impostos, o Refis, teve seu texto-base aprovado pela Câmara, e o governo vai editar medida provisória prorrogando o prazo de adesão para 31 de outubro.

“A aprovação do texto-base da MP que cria o novo Refis…se deu após o governo ceder em alguns pontos às vésperas da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer”, destacou a Advanced Corretora em relatório.

O BC vendeu integralmente a oferta de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional –equivalentes à venda futura de dólares– no leilão para rolagem do vencimento de outubro.

Desta forma, rolou 6 bilhões de dólares do total de 9,975 bilhões de dólares que vence no mês que vem, uma vez que na sexta-feira, último pregão do mês, a autoridade não costuma realizar leilões de swap para não interferir na formação da taxa Ptax. Em novembro e dezembro não há vencimentos de swap, apenas em janeiro, com 9,137 bilhões de dólares.

(Por Claudia Violante)

link original:https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-do-mercado/dolar-segue-exterior-passa-por-correcao-e-cai-a-r318-514574

Be the first to comment on "Dólar segue exterior, passa por correção e cai a R$3,18"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*