Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira | Dados da Bolsa

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira

Investing.com – Confira as cinco principais notícias desta quarta-feira, 8 de novembro, sobre os mercados financeiros:

1. Dólar estagnado em meio a nervosismo com reforma tributária dos EUA

O dólar permanecia estável frente a outras moedas nesta quarta-feira após informações de que um corte importante em impostos corporativos sob discussão nos planos da reforma tributária norte-americana poderia ser adiado por um ano.

O Washington Post informou na terça-feira que os líderes do Partido Republicano no Senado estão pensando em adiar a implementação do principal corte de impostos corporativos para cumprir regras do Senado.

O dólar norte-americano se sustentava em sessões recentes devido a expectativas de que os cortes nos impostos da administração dos EUA poderiam impulsionar a economia. Se for aprovado, esse projeto de lei será a maior reformulação do sistema tributário norte-americano desde a década de 1980.

Será também a primeira importante conquista legislativa desde que os republicanos tomaram o controle da Casa Branca e do Congresso em janeiro, mas permanecem dúvidas quanto à escala de crédito necessária para financiar o projeto de lei e quanto ao cumprimento do cronograma até o final deste mês.

índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, estava pouco alterado em 94,76 às 08h50.

2. Preços do petróleo perdem força antes de dados dos estoques

Dados oficiais da Administração de Informação de Energia serão divulgados ainda nesta quarta-feira em meio a projeções de uma redução nos estoques em torno de 2,8 milhões de barris, o que marcaria a segunda semana seguida de redução.

Na terça-feira, o Instituto Americano de Petróleo afirmou que os estoques de petróleo norte-americanos tiveram redução de 1,6 milhão de barris na semana encerrada em 3 de novembro, o que se compara às expectativas de redução de 2,7 milhões de barris.

O contrato com vencimento em dezembro do petróleo bruto West Texas Intermediate recuava US$ 0,12, ou cerca de 0,21%, para US$ 57,08 o barril às 08h30, não muito distante de US$ 57,55, pico de dois anos atingido na segunda-feira.

Do outro lado do Atlântico, contratos de petróleo Brent com vencimento em janeiro na Bolsa de Futuros ICE (ICE Futures Exchange) em Londres eram negociados a US$ 63,69 o barril, pouco abaixo de US$ 64,42, máxima de dois anos atingida na terça-feira.

Os preços também foram abalados por dados mostrando que as importações de petróleo da China caíram para 7,3 milhões de barris por dia em outubro a partir de 9 milhões de barris por dia no mês passado, que foi quase um recorde.

A China é o segundo maior consumidor de petróleo do mundo.

3. Viagem de Trump à Ásia reacende tensões com a Coreia do Norte

Ao se dirigir ao parlamento sul-coreano na quarta-feira, Donald Trump, presidente norte-americano, falou das tensões com a Coreia do Norte, afirmando que o país “interpretou a moderação norte-americana passada como fraqueza”.

“Foi um erro de cálculo fatal. Esta é uma administração muito diferente das que os Estados Unidos tiveram no passado”, acrescentou.

Trump chegou na Coreia do Sul na terça-feira após se reunir com Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, durante o fim de semana.

Donald Trump é o primeiro presidente norte-americano a falar perante o parlamento sul-coreando desde Bill Clinton em 1993. O presidente dos EUA deverá continuar com sua viagem ao se dirigir à China ainda na quarta-feira.

4. Ouro se beneficia do dólar mais fraco e de tensões geopolíticas

Os preços do ouro subiam nesta quarta-feira, já que preocupações com a implementação de uma possível reforma tributária nos EUA e, principalmente, o seu cronograma reduziram a demanda pelo dólar.

Enquanto isso, a demanda por portos seguros também foi impulsionada pelos mais recentes comentários de Donald Trump, presidente norte-americano, cobre a Coreia do Norte, afirmando que os EUA se defenderiam contra a ameaça nuclear de Pyongyang.

Os mercados estavam nervosos também devido à operação anticorrupção iniciada pela Arábia Saudita, que atingiu pessoas muito importantes no país. Em outro evento, o reino saudita acusou o Irã de ser responsável por um ataque com míssil balístico ocorrido no Iêmen, aumentando as tensões geopolíticas locais.

Além disso, Saad Hariri, primeiro-ministro libanês, surpreendeu os mercados no sábado ao anunciar sua demissão, mencionando ameaças de assassinato e culpando o Irã por interferência no Líbano.

Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro avançavam 0,28% para US$ 1.281,44 a onça troy por volta das 08h50.

5. Temporada de resultados dos EUA continua a se acalmar

Dezenas de empresas deverão divulgar resultados trimestrais hoje enquanto a temporada de resultados dos EUA começa a se acalmar.

AdvanSix Inc (NYSE:ASIX), Alaska Communications Systems (NASDAQ:ALSK), Command Security Corp, Global Partners LP (NYSE:GLP), AmpliPhi Biosciences Corp (NYSE:APHB) e InfoSonics Corp (NASDAQ:IFON) são alguns dos nomes que deverão divulgar resultados antes da abertura.

Após o fechamento, AmTrust Financial Services Inc (NASDAQ:AFSI), Athersys Inc (NASDAQ:ATHX), Biostage Inc (OTC:BSTG), BlackRock Kelso Capital Corporation (NASDAQ:BKCC), Corecivic Inc (NYSE:CXW), FibroGen Inc (NASDAQ:FGEN) e Infinera Corporation (NASDAQ:INFN) deverão divulgar seus números.

Mais de 80% das empresas constituintes do S&P 500 já divulgaram seus resultados trimestrais. Cerca de 73% dessas empresas superaram expectativas de lucros, ao passo que 65% superaram estimativas de vendas, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

Fonte:https://br.investing.com/news/economy-news/fique-por-dentro-das-5-principais-noticias-do-mercado-desta-quartafeira-535329

Be the first to comment on "Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*