Petróleo ainda sob pressão devido a aumento dos estoques norte-americanos | Dados da Bolsa

Petróleo ainda sob pressão devido a aumento dos estoques norte-americanos

Investing.com – Preços do petróleo permaneciam sob pressão nesta quinta-feira, já que notícias de um aumento inesperado nos estoques de petróleo dos EUA ofuscaram expectativas de que produtores de petróleo estenderão seu acordo para reduzir a produção.

O contrato do petróleo bruto West Texas Intermediate com vencimento em dezembro perdia US$ 0,35, ou cerca de 0,63%, com o barril negociado a US$ 54,98, mínima de quase duas semanas, às 12h50.

Do outro lado do Atlântico, contratos de petróleo Brent com vencimento em janeiro na Bolsa de Futuros ICE (ICE Futures Exchange) em Londres recuavam US$ 0,42, ou cerca de 0,70%, e o barril era negociado a US$ 61,44.

Os preços estavam sob pressão após a Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês) divulgar na quarta-feira que os estoques de petróleo tiveram aumento de 1,9 milhão de barris na semana passada, marcando o segundo aumento consecutivo, o que se compara às expectativas dos analistas de redução de 2,2 milhões de barris.

O relatório também mostrou que os estoques de gasolina tiveram aumento de 3,4 milhões de barris, frustrando expectativas de redução de 1,4 milhão de barris. A produção agora subiu quase 15% a partir do nível mínimo mais recente, atingido em meados de 2016, levantando dúvidas sobre a narrativa dos últimos meses de reequilíbrio nos mercados de energia.

Os preços do petróleo estão sustentados nas últimas semanas devido ao otimismo com o fato de que países produtores de petróleo chegarão a um acordo para estender os cortes na produção em sua reunião no final deste mês.

Sob os termos originais do acordo, a Opep e 10 países externos à organização, liderados pela Rússia, concordaram em reduzir a produção em 1,8 milhão de barris por dia durante seis meses. O acordo foi estendido em maio desse ano por um período de nove meses até março de 2018 em uma aposta de reduzir os estoques mundiais e dar sustentação aos preços do petróleo.

As discussões continuam no período que antecede a reunião de 30 de novembro, na qual ministros de petróleo da Opep e de países externos à organização que fazem parte do pacto participarão.

Além disso, contratos futuros de gasolina recuavam 1,01% para US$ 1,718 o galão, ao passo que os contratos futuros de gás natural avançavam 0,52% para US$ 3,098 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Fonte:https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/petroleo-ainda-sob-pressao-devido-a-aumento-dos-estoques-norteamericanos-538927

Be the first to comment on "Petróleo ainda sob pressão devido a aumento dos estoques norte-americanos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*