Wall St cai no fim da sessão; S&P 500 tem pior mês desde janeiro de 2016 | Dados da Bolsa

Wall St cai no fim da sessão; S&P 500 tem pior mês desde janeiro de 2016

Wall Street a débuté sur une note baissière mercredi, tout au moins pour le Dow Jones, après une nouvelle série de résultats mitigés, dans un climat d'inquiétude face aux violences en Ukraine et dans la bande de Gaza. L'indice Dow Jones perd 0,19%, le Standard & Poor's 500, plus large, gagne 0,06% et le Nasdaq Composite 0,2%.,/Photo d'archives/REUTERS/Lucas Jackson

NOVA YORK (Reuters) – Os índices acionários dos Estados Unidos entraram em liquidação e fecharam com acentuada queda nesta quarta-feira, pressionados pelas contínuas preocupações sobre os aumentos nas taxas de juros, e o Dow e S&P 500 fecharam seus piores meses desde janeiro de 2016.

O Dow Jones (DJI) caiu 1,5 por cento, a 25.029 pontos, o S&P 500 (SPX) perdeu 1,11 por cento, a 2.713 pontos, e o Nasdaq Composite (IXIC) recuou 0,78 por cento, a 7.273 pontos.

No mês, o Dow perdeu 4,3 por cento e o S&P 500 caiu 3,9 por cento. O Nasdaq recuou 1,9 por cento, sua maior queda percentual mensal desde outubro de 2016.

O S&P 500 e Dow também encerraram uma sequência de 10 meses de alta, encerrando um mês marcado por altas na volatilidade e temores de que a inflação crescente levaria o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos a acelerar o ritmo das altas da taxa de juros.

Os comentários do novo chair do Federal Reserve, Jerome Powell na véspera, que ressuscitaram preocupações sobre mais elevações de juros do que o esperado para este ano, continuaram a pesar.

“Investidores ainda estão tentando digerir aonde o Fed estará entre agora e o fim do ano, e Powell deu uma inclinação hawkish a isso”, disse Bucky Hellwig, sênior vice-presidente da BB (SA:BBAS3)&T Wealth Management.

A fraqueza no fim do dia enfatizou a persistente inconstância entre investidores. “Nós preferiríamos ver força chegando na última hora”, disse Hellwig.

As ações de energia caíram, acompanhando os preços do petróleo (CLc1), e o setor registrou seu maior declínio diário no S&P 500, mas uma quebra abaixo da média móvel de 50 dias no S&P 500 desencadeou mais vendas na parte da tarde da sessão.

“Você tem os algoritmos respondendo à quebra técnica e iniciando programas de venda”, disse Ken Polcari, diretor da divisão da NYSE na O’Neil Securities.

O Índice de Volatilidade CBOE (VIX), o barômetro mais acompanhado da volatilidade esperada para o S&P 500 no curto prazo, fechou em alta de 1,26 pontos a 19,85, seu maior fechamento em uma semana.

REUTERS

Be the first to comment on "Wall St cai no fim da sessão; S&P 500 tem pior mês desde janeiro de 2016"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*