Petróleo estável abaixo da máxima de 3 anos antes de dados dos estoques dos EUA | Dados da Bolsa

Petróleo estável abaixo da máxima de 3 anos antes de dados dos estoques dos EUA

Investing.com – A cotação do petróleo estava pouco alterada no início das negociações desta quarta-feira, permanecendo abaixo da máxima de mais de três anos atingida na sessão anterior, já que investidores aguardavam novos dados semanais sobre os estoques comerciais de petróleo bruto dos EUA para avaliar a força da demanda do maior consumidor de petróleo do mundo e a rapidez com que os níveis de produção irão continuar a subir.

Contratos futuros de petróleo bruto WTI, negociados em Nova York, tinham ganhos de US$ 0,02 e eram negociados a US$ 67,72 o barril por volta das 05h10. A referência norte-americana subiu para US$ 69,55 na semana passada, nível mais alto desde 28 de novembro de 2014.

Além disso, o petróleo Brent, referência para preços do petróleo fora dos EUA, avançava US$ 0,05 para US$ 73,91 o barril. A referência global atingiu US$ 75,47 na sessão anterior, nível não visto desde 27 de novembro de 2014.

A Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), divulgará seu relatório semanal oficial dos estoques de petróleo referente à semana encerrada em 20 de abril às 11h30 desta quarta-feira em meio a expectativas de redução em torno de 2 milhões de barris.

Analistas também preveem uma redução de 625.000 barris nos estoques de gasolina, ao passo que os estoques de destilados deverão ter redução de 861.000 barris.

Após os mercados fecharem na terça-feira, o Instituto Americano de Petróleo (API, na sigla em inglês) afirmou que os estoques de petróleo dos EUA tiveram aumento em torno de 1,1 milhão de barris na semana passada.

O API também mostrou uma queda de 2,7 milhões de barris nos estoques de gasolina, ao passo que estoques de destilados tiveram uma redução de 1,9 milhão de barris.

Frequentemente há fortes divergências entre os as estimativas do API e números oficiais da EIA.

A cotação do petróleo encerrou a terça-feira em forte baixa após Donald Trump, presidente norte-americano, e Emmanuel Macron, presidente francês, prometerem tentar resolver diferenças quanto ao Irã, aliviando preocupações de que os Estados Unidos poderiam restabelecer sanções sobre Teerã.

Isso forçou alguns investidores a abandonarem suas apostas otimistas sobre novas sanções norte-americanas contra o Irã, o que limitaria a produção do país.

A administração Trump tem até 12 de maio para decidir se irá estender a isenção de sanções ligada ao acordo nuclear do Irã.

Além disso, o sentimento subjacente no mercado de petróleo permanecia positivo em meio às expectativas dos investidores de que os cortes na oferta conduzidos pela Opep continuariam a retirar o excesso de oferta do mercado.

Tensões geopolíticas no Oriente Médio e preocupações com problemas na oferta de importantes nações produtoras de petróleo também aumentavam o ambiente de alta da commodity.

No entanto, um aumento na exploração dos EUA para nova produção era um dos fatores que freavam o petróleo no que seria, de outra forma, um sentimento otimista.

Em outras negociações de energia, contratos futuros de gasolina permaneciam estáveis em US$ 2,093 o galão, ao passo que o óleo de aquecimento estava pouco alterado em US$ 2,128 o galão.

Contratos futuros de gás natural recuavam 0,3%, para US$ 2,804 por milhão de unidades térmicas britânicas.

Fonte:https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/petroleo-estavel-abaixo-da-maxima-de-3-anos-antes-de-dados-dos-estoques-dos-eua-580247

Be the first to comment on "Petróleo estável abaixo da máxima de 3 anos antes de dados dos estoques dos EUA"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*